Coluna de sábado(30/05/09)

Disse-o-Nerd

Antimatéria: o oposto de matéria. Se for colocada em contato com matéria “comum”, causa uma violenta reação explosiva, cientificamente chamada de aniquilação(e não é viagem, em 1995 conseguiram “fabricar” átomos de anti-hidrogênio e anti-deutério).

Animes: desenhos japoneses, tipo Dragonball Z, Cavaleiros do Zodíaco, Berserk, Death Note, etc.

Blog: site pessoal onde as pessoas(dãããã) escrevem bobagens falam sobre assuntos diversos.

Post: Matéria ou texto publicado em blog. Cada matéria ou texto é um “post”. Termo inglês, que pode ser traduzido como “anunciar” ou “publicar”.

Links

Dica de Game: Braid

Blog da Maria Amelia Lopez

Definição da Wikipédia sobre o Dia do Orgulho Nerd

E por último, o vídeo do Video Games Live:

Tchóproceis, e até o próximo episódio post

Anúncios

Metal Gear Solid 5, Tota With Lasers

bigbossBom, como eu tinha comentado há alguns dias, o Hideo Kojima, numa campanha que gerou muita expectativa, lançou um site inútil estranho. Pois é, agora lá, no meio das coisas, aparece uma foto do que parece ser ou o Big Boss, ou o Snake. Até porquê, como o Snake é praticamente um clone do Big Boss, não dá pra saber quem é quem. Mas enfim, é uma notícia boa, e zás.

Metal Gear Solid sempre foi uma baita série(tô jogando de novo o MGS3, pretendo arranjar o 2 e o 1 pra jogar também), e eu desde que joguei o primeiro, em idos de “PS1”, simpatizei de cara. Uma BAITA história, melhor que muito filme, trilha boa, jogabilidade melhor ainda. Também, não é à toa que o MGS4 ganhou 10 no Gamespot(o que é uma raridade, acho que dá pra contar nos dedos os games que ganharam 10 no site). Pretendo comprar um PS3 algum dia(ainda mais agora, com dois Metal Gear!) pra jogar o 4 e o 5, que não consegui meter a mão ainda. Mas enfim, o site continua lá, e ao que constam nas fofocas que rolam por aí, é que ao final do contador atual(domingo dia 31), é pra aparecer uma foto do Rayden, aquela bichinha criatura afeminada, também com tapa-olho. Só espero mais notícias sobre a história do game.

E além de ficar feliz com mais um MGS, eu aprendi a fazer sabres de luz no Paint.NET. Os tutoriais dá pra achar no fórum, são muito bem explicados. Tô sem saco pra traduzir e postar agora o de sabre-de-luz, mas derrepa-talvez-conforme eu faça isso algum outro dia. Taí “os resultado” do tutorial:

Foto da minha formatura, agora propriamente avacalhada.

Foto da minha formatura, agora propriamente avacalhada.

Meu personagem novo no RPG, ainda sem nome, e o desenvolvimento dele e da história ainda em andamento.

Meu personagem novo no RPG, ainda sem nome, e o desenvolvimento dele e da história ainda em andamento.

Era isso. Tchóproceis, e até a “próxema”.

Dia do Orgulho Nerd!

bikiniE aí macacada! Seguinte, hoje, sem palhaçadas e demais delongas, é o Dia do Orgulho Nerd! Hoje, nós, Nerds, que vamos mais cedo ou mais tarde dominar o mundo(prova disso é que já somos indispensáveis pra sobrevivência e conforto geral da nação), comemoramos o nosso dia. O momento em que erguemos as mãos pra cima, agradecemos por todas as coisas Nerds do mundo, comemoramos escutando a Marcha Imperial(trilha do post de hoje, por sinal) ou fazendo alguma coisa Nerd, e assistimos filmes nerds. Ou fazemos o que der na telha, anyway. Como pretexto, coloco aqui os símbolos(pra mim), do lado Nerd machista. Até porque, como bem todo mundo sabe, eu me considero machista. Então não tem coisa melhor que colocar a Carrie Fisher, Deusa Nerd Old School, pra abrir o post. E mostrar que a nerdaiada também sabe o que é ser feliz.

Ah, antes que eu me esqueça, o porquê do dia 25 ser escolhido pra comemorar a data: Star Wars – A New Hope estreou no dia 25 de maio de 1977, comemorando hoje seus 32 anos. Quase a idade do meu irmão.

Enfim, gurizada, é isso aí, ser Nerd hoje em dia é “moda”, infelizmente, mas nós reconhecemos os que são verdadeiramente Nerds, como nós. E reconhecemos que nós é que sabemos nos divertir, sem necessitar de nada, sem nos importarmos com o que os outros pensam…a não ser que sejam Nerds. Pra completar, deixo os Direitos e Deveres de um Nerd(oficiais), que representam o dia e a “classe”, e mais duas imagens em homenagem às “Nerdas”, que em especial, fazem a vida de nós, Nerds, ser ainda melhor e mais feliz, simplesmente por existirem(taí minha homenagem às mulheres, que sem elas a gente não vive.)

Direitos de um Nerd:

  1. O direito de ser ainda mais nerd.
  2. O direito de não sair de casa.
  3. O direito de não gostar de futebol ou de qualquer outro esporte.
  4. O direito de se associar a outros nerds.
  5. O direito de ter poucos (ou nenhum) amigo.
  6. O direito de ter tantos amigos nerds quanto quiser.
  7. O direito de não ter que estar “no estilo”.
  8. O direito ao sobrepeso (ou subpeso) e de ter problemas de vista.
  9. O direito de expressar sua nerdice.
  10. O direito de dominar o mundo.

Deveres de um Nerd:

  1. Ser nerd, não importa o quê.
  2. Tentar ser mais nerd do que qualquer um.
  3. Se há uma discussão sobre um assunto nerd, você tem que dar sua opinião.
  4. Guardar todo e qualquer objeto nerd que você tenha.
  5. Fazer todo o possível para exibir seus objetos nerds como se fosse um “museu da nerdice”.
  6. Não ser um nerd genérico. Você tem que ser especialista em algo.
  7. Assistir a qualquer filme nerd na noite de estréia e comprar qualquer livro nerd antes de todo mundo.
  8. Esperar na fila em toda noite de estréia. Se puder ir fantasiado, ou pelo menos com uma camisa relacionada ao tema, melhor ainda.
  9. Não perder seu tempo em nada que não seja relacionado à nerdice.
  10. Tentar dominar o mundo!

Eu acrescentaria “Saber de cor o Código Jedi, se possível o Código Sith, ou algum código, canção ou coisa parecida de algum filme muito Nerd”, mas essas é a minha opinião(e sim, eu sei os códigos Jedi e Sith de cor, incluindo o código Jedi Arcaico, só pra me exibir do quanto eu sou Nerd).

3213028491_c0a67e0e2d

2510609961_4391655a2c

Links de hoje pra coluna do jornal

É issaí pessoal, ao invés de usar o tinyurl e ficar me fresqueando colocando no jornal, resolvi cavocar acessos aqui. Tá na mão a lista com vários links pra hoje:

Internet na tomada(Revista Época)

Newgrounds(Site com jogos, animações e mais um monte de coisas supimpas)

Armor Games(Outro site com jogos ninjas, entre eles os dois abaixo)

Wulfgar(Virei essa semana, é uma meia hora de jogo. Bem bom!)

Crush the Castle 2(Genial, derrubar castelos com catapultas nunca foi tão divertido. Puts, que slogan escroto.)

E o vídeo, como eu sou um cara muito, mas MUITO legal mesmo, eu “embedei”(do inglês “embed”, incorporar):

Era isso, e zás. Abração pra vocês.

Mau humor, bobagens e Metal Gear

Bom, no post de hoje crianças, Tio Tota irá falar sobre como ele estava PUTO DA CARA ontem. Sem motivo algum. E nem vem com palhaçada pro meu lado, o blog é meu, a vida é minha, e o mau humor também. Eu tava muito suspeitosamente afrescalhado animado pro “Padrão Tota”, conhecido mundialmente por ser um padrão de muitas palavras, 100% de bobagem, e muito mau humor.

Mas poseragem frescuras e exibições à parte, eu não tava muito legal, por isso nem postei nada. Se não é pra fazer vocês perderem o tempo darem umas risadas lendo isso aqui, não me presto a postar nada. E hoje, AWEEEEEY!!!!!
Acordei de manhé, vim po trampo, e vi uma coisa muito legal: o contador do site do Hideo Kojima(Produtor da série Metal Gear Solid, pros hereges não-nerds que não conheçam) foi REINICIADO! Que merda. Mentira, merda NADA! É altamente provável, de acordo com o Gamespot(É em inglês, ÓBVIO) e alguns outros locais, devido a uma informação vazada. Ah, como eu adoro fofoca de nerd vazamento de informações. É issaí macacada, MGS 4 foi um sucesso, é trique-trique-rolimã! Tanto que um dia eu ainda compro um PS3, daqui a muito, muuuito tempo(Ok, contando que eu sou um nerd maldito, talvez nem tanto tempo assim)!

E pra encerrar o post de hoje meninada, Tio Tota deixa vocês com uma receita dele, o primeiro, o único, o maior, o meu “ídalo”, O AWEY! Estrombelete de Pombo Obeso, “prá faze im casa”:

Project Tricô

Que nomezinho mais escroque. Mas ainda assim, o game parece ser fodástico(como seus antecessores, Ico e Shadow of the Colossus). Pra quem não conhece, foram dois games produzidos por Fumito Ueda. Ico, era um jogo minimalista(roubei isso da wikipedia) desenvolvido em volta do conceito “garoto encontra garota”. Não joguei esse.
Já Shadow of the Colossus, é um baita jogão. Eu tô jogando ele, e é um game estranho, no qual a moral não é tu sair destroçando monstro à la God of War(e por isso que, apesar do Colossus ser tão bom quanto, eu ainda prefiro o game do Kratos), e sim uma história contada com muito pouco diálogo, comparando com outros games, e que passa muito bem o sentimento de solidão do personagem, ao ir de encontro a cada um dos Colossos do game(acho que são 16… é, olhei na wiki rapidão, são 16 mesmo), e matar eles. O game é diferente do padrão, e eu considero uma obra de arte em termos de videogame. Tem gráficos exuberantes pra época que foi lançado(tanto que foi premiado por isso), e foge ao conceito de informação quase excessiva dos games, ainda apresentando um conteúdo e história profundos e intrincados, porém com uma roupagem simples.

Agora foi anunciado mais um game no mesmo estilo, apenas anunciado como “Project Trico”. O trailer é tocante, o game continua com o visual lindo(que palavra bem gay) que tinha nos outros, dando vontade de ficar parado vendo cada detalhe dos cenários. Pra variar, os personagens envolvidos, também, se comunicam de maneira extremamente expressiva…e sem palavras. Dá uma olhadinha:

Vai dizer, ter um filhotinho de cusco grifo de 4 andares de altura deve ser legal né? Todo mundo gosta de filhotes, sejam de gato, cachorro, tanto faz. E acho que foi uma boa sacada dos caras usar isso (ainda mais que esse conceito não tinha sido explorado em nenhum dos games anteriores). Enfim, parece ser um baita jogão, e o dia que eu comprar um PS3, vou querer esse também.

Obs: Acabei de descobrir que o times envolvido na produção é chamado de Team Ico, e é a mesma equipe das duas produções anteriores. É um time formado por gente de fora do mundo dos games,  numa tentativa da Sony de variar mais o seu portfolio. Pois é, foi gol.

Obs2:Como o Vêrsa reclamou no post, pq ele é um baitolinha, eu vo colocar aqui admitindo que foi ele que me mandou. Eu que sesqueci de citar a fonte, e zás.

Labirinto do Fauno e Kamehameha!

el-laberinto-del-fauno-posterÉ, o Vêrsa tava certo. Labirinto do Fauno é um baita filme! Resolvi olhar ele(ao invés de Os Goonies) ontem, curioso por saber que era do Del Toro(Hellboy I & II), e PUTS! O filme é BONITO, bom, conta duas histórias que se misturam, e ainda por cima deixa espaço pra interpretação. Quem quiser acreditar em fadas, termina o filme acreditando. Quem não acredita, termina o filme não acreditando. É muito doido. E muito bom! O foda é que se eu falar muito sobre o filme, é spoiler =P. Mas dá pra falar que é bem interessante, e o cara fica se perguntando se o verdadeiro vilão da história não é o sádico Vidal, padrasto da garota Ofélia, personagem principal da história e reencarnação da princesa Moanna. Ao mesmo tempo em que ela tem que fazer 3 testes, para provar que a essência dela não foi corrompida pela vida entre os humanos, corre a história “real” em torno, no meio da Guerra na Espanha Fascista, com o capitão Vidal torturando e guerreando contra os rebeldes nas colinas. Enfim, se eu continuar falando, entrego o ouro do filme. Mas reforço, é um baita filme, e muito bem produzido(ainda mais levando em conta que não é um filme mainstream hollywoodiano)!

E pra não faltar o clima de salada-de-fruta cultural, um quase caça-níqueis: Dragonball! A-há, tô sabendo, TODO MUNDO vai ler isso e vai dizer “pronto, agora o Tota vai confirmar como o filme é uma MERDA!”. Sinto desapontá-los, meus caros leitores(caros leitores? PÔ, ninguém deve tar lendo isso ¬¬), mas o filme é legal. Eu esperava que fosse uma porcaria, mas eu gostei pacas do filme. Porém…é EXTREMAMENTE necessário ressaltar:  não confundam “Adaptação Cinematográfica” com “Filme do” Dragonball. Eles deviam ter anunciado o DB Evolution como um filme LARGAMENTE BASEADO no universo e história do DB, aí sim, gol! O Goku é um pouco diferente, mas coisas definitivas continuam: Ele come feito um Tota um ogro, gosta de desafios, tá sempre querendo lutar, e é ingênuo pra caramba. Mas, ele é um pouco mais bobo e americanóide do que o  Goku “original”. Tem mais diferenças, e coisas legais: as cápsulas da corporação cápsula (DÃÃÃÃ) estão lá, mas elas tem controle remoto. O Yamcha não luta(ao menos, não que nem no DB original), mas é um baita sem vergonha metido a bonzão. O Mestre Kame é safado, tarado, engraçadinho, e fodão, mas não tem cabeo branco. E(rufem os tambores) O OOZARU APARECE! Se bem que não chamam ele de “ozarú”, e sim de “ozáru”(com o “r” característico de americano). Só que eu me decepcionei com uma coisa, e vou contar, pra vcs não se decepcionarem depois: ele não é gigante. E o Goku não tem rabo.
Mas mesmo assim, gurizada, que filme supimpa. Divertido, estranho, NÃO SE PASSA NO MUNDO REAL, e por aí vai. Todas as coisas dragonballescas estão lá: Paozu, a “ilha” do Mestre Kame(Roshi, no filme, por causa da versão americana), embora não no meio da água(vcs vão entender quando verem o filme), as paisagens cheias de quase-dragonball-evolution-20081210100044366montanhas de pedra, veículos esquisitões(a “moto” da bulma tem 3 rodas) no meio de veículos normais, e mais um mundaréu de coisa. É bem mais Dragonball do que todo mundo esperava, mas ainda não é “O Filme do DBZ”. Ah, e antes que eu me esqueça…o Piccolo é verde. Mas VERDE! E parece bastante com o do desenho, só não usa roupa roxa. No filme ela é preta.